PARA VIDEOCURSO SOBRE FINANÇAS GRÁTIS CLIQUE AQUI

PARA VIDEOCURSO SOBRE FINANÇAS GRÁTIS CLIQUE AQUI
PARA VIDEOCURSO SOBRE FINANÇAS GRÁTIS CLICA NO CARTÃO ACIMA

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

mecanismos da prosperidade



Você se considera uma pessoa próspera? Será que o conceito de prosperidade é relacionado a finanças, saúde física, bons relacionamentos, moradia, alimentação, vestimenta, ou qualquer outra forma de bem material? E se for assim, existe uma maneira de provocar esse resultado abundante com maior fequência em nossa vida ou somos somente joguetes de um grande Pai com regras escondidas de sucesso na vida, como se fossemos vítimas de um destino incerto? E o que é realmente uma vida de sucesso se é que ela existe?
Segundo a autora Catherine Ponder,no livro as leis dinâmicas da prosperidade, prosperar significa ser bem-sucedido ou ter êxito em qualquer coisa ou objetivo que se deseje alcançar, é o desejo que se tem de conseguir o máximo que se possa e de ter um perfeito equilíbrio na vida e nos negócios. O dicionário Aurélio ainda conceitua prosperar como sendo o ato de ser feliz.
Prosperidade é um assunto amplo quando pensamos que ele pode ser aplicado a todas às coisas na vida, materiais e imateriais, corporais ou extracorpóreas.
O conceito que tem realmente me satisfeito sobre prosperidade é que somente somos prósperos quando ouvimos a voz interior, Deus falando conosco, e realizamos a partir desse diálogo. Normalmente estamos ouvindo o mundo e não a Deus, pois Ele mora dentro de cada um e se manifesta segundo a necessidade do momento.
Mas como ouvir Deus? Existem muitas músicas que falam sobre a voz que vem do coração, e também que precisamos de amor, então como poderíamos experimentar Deus falando conosco?
 Muitos se perguntam o que estão fazendo aqui, e uma resposta que vi divulgada por vários autores e tive a oportunidade de experimentar em diversos momentos nesses últimos anos é que temos a escolha de manifestar ou não, consciente ou conscientemente, Deus no planeta através de nossas ações. Parece um conceito muito sonhador quando pensamos em um mundo com tantos contrastes e, por que não dizer, tantas injustiças estampadas em todos os lugares, seja pelos jornais, revistas, na TV ou mesmo em nosso convívio diário.
Os questionamentos internos são uma indicação que tem algo inapropriado acontecendo em nossa etapa de vida e posso dizer que essa é uma das maneiras de Deus falar conosco, inclusive através do descontentamento, pois Ele se comunica através das sensações corporais agradáveis ou desagradáveis que temos ao longo do dia, em cada momento que pensamos sobre coisas nossas ou do mundo que nos rodeia.
Você acredita ser um processo divino em movimento? Se a pergunta anterior for  verdade, por que você não se sente assim no seu dia-a-dia?
Somos como os dedos das mãos, as células de um corpo, as plantas de nosso planeta ou mesmo as incontáveis estrelas do universo, todos únicos, com suas próprias experiências e sabedoria. Todas as coisas e seres fazem parte da grande criação divina e cada um tem seu papel existencial.
Para perceber as sensações corporais é necessário prestar atenção no corpo e como ele se sente e se tivermos dúvida sobre a fala corporal, essa atitude gera uma vibração de negação que acaba nos colocando em sintonia com mais negação em nossa vida.



A mente tem um conjunto de crenças armazenadas, que podem já não ser mais adequadas à nossa etapa de vida, que o espiritualista independente Luiz Antonio Gasparetto intitula por resistências. 



Essas resistências atrapalham nossa percepção da comunicação divina. A alma (Deus) quando quer mostrar que existe uma crença que está na hora de ser eliminada, emite no corpo sensações de desconforto. Primeiro é importante identificá-las para que possamos tomar alguma atitude, se quisermos ter resultados distintos do que já temos atualmente.
Vivemos uma trilogia mente-espírito- corpo, onde mente e corpo são instrumentos de realização dos potenciais da alma na Terra, em cada instante de vivência.
O corpo já mostra suas mensagens divinas através de usas sensações sentidas na iteração com o mundo ou mesmo conosco.
Podemos conversar com o corpo, através de perguntas diretas, para sentir a alma falando através dele, e cada sensação indica se estamos indo na direção apropriada para nós naquele momento. Se a sensação for de bem-estar, estamos fazendo o que é adequado para nós na etapa vivencial. Se a sensação for de desconforto, podemos mudar aquele pensamento sobre as coisas e a vibração vai se redirecionar para sensações confortáveis.
A mente é uma máquina promotora da oportunidade de escolher pelos contrastes, mas o que acreditamos na maioria dos casos é que a mente é o espírito, mas ela é só uma antena que capta informações da mente coletiva. Na maior parte do tempo, o que passa em nossa mente indica um pensamento alheio que, quando acreditamos que é nosso, alimentamos e com essa atitude, geramos uma vibração que, conforme a quantidade aglutinada, têm condições de realizar, mesmo que essas vibrações geradas e acumuladas sejam involuntárias. Todos os seres vivos têm essa ferramenta à disposição para auto-realização.
A mente, a partir dessa conceituação, não tem nenhum poder de nos coordenar ou comandar, só se dermos esse poder a ela.
A mente é um instrumento que, além de captar outros pensamentos do ambiente, possui dispositivos que permitem mostrar os contrastes, para que possamos escolher ter experiências com essas escolhas e desenvolver nossa própria sabedoria a partir dessas experiências, significando assim que estamos aqui para experimentar Deus em todo o seu potencial na Terra.
Quando a mente não está captando pensamentos do ambiente, está trazendo informações do passado ou do futuro, tudo isso com processos de julgamento, elegendo culpados e inocentes, algoz e vítima, crime e castigo. Essa máquina é treinada para proteger de que outras coisas dolorosas venham a ocorrer em nossas vidas e não tem a noção do todo, pois sua visão indica que o mundo é agressivo e tem uma atitude de autopreservação para conosco.
O dinheiro não nasce em árvores
Eu não mereço ser próspero
Tem sempre alguém que pode tentar tirar de mim se eu tiver mais
Não tem dinheiro para todo mundo no planeta
Se eu tiver dinheiro, vou tirar de quem não tem
Como vou ser próspero se muitos não têm onde morar nem o que comer
Dinheiro não traz felicidade
Os ricos são desonestos
Dinheiro não é espiritual
O dinheiro é somente base de troca, ferramenta para termos o que precisamos para realizar a divindade que somos no planeta.
Indiferente da resistência, ela impede o fluxo natural de abundância em sua vida, então é interessante usar alguma técnica para eliminar tal resistência. O uso de afirmações e visualizações é a que tem me ajudado, aliada a outras quando necessário, para criar tal reprogramação mental, juntando, assim, outras freqüências e atingindo outros patamares de realização. Afirmar é, na minha visão, o ato de ficar firme na convicção que existe uma unidade nossa com Deus e que para relembrarmos dessa conexão divina, a reprogramação nos auxilia nesse processo. Uma mente reprogramada age a favor das realizações divinas no planeta.
No uso de afirmações e visualizações é importante ter presente qual o sentimento de ser ou ter o objeto de desejo.
Um passo indispensável para uma vida próspera é que ao criar afirmações precisamos senti-las atuando em nós, porque Deus é atemporal e a mente não tem a noção do agora, então precisamos persistir por algum tempo com o uso de afirmações porque não sabemos por quanto tempo e com que intensidade vibramos em uma determinada freqüência. Normalmente os autores recomendam 40 dias para uma mudança na prosperidade, mas minha experiência já constatou resultados em tempo recorde.
Se você fizer uma reprogramação com o objetivo de criar um momento próspero no futuro, você estará novamente fazendo o jogo da mente e não estará aproveitando o momento presente para sentir alguma forma de bem-estar permitida pela energia já aglutinada por você até aquele momento.
A visualização é uma técnica que acelera, de forma expressa, nossas concretizações e existem muitas técnicas para criar mais prosperidade em qualquer área de nossa vida para quem não tem facilidade, ainda, para visualizar. Um exemplo bem interessante é o da roda da fortuna onde você cola figuras em um círculo de tudo o que você deseja e coloque ali junto a afirmações que relembre que você está conectado o tempo todo com a divindade que você é. Depois fixe essa roda em um local bem visível para poder ter em mente como é bom se sentir bem sendo ou tendo o bem a cada momento em seu dia-a-dia.
Outra técnica é de olhar uma nota de dinheiro e listar várias vezes por dia o que você poderia comprar com ela. Isso faz com que você se sinta várias vezes bem ao fazer suas compras mentais e cria uma vibração que faz com que a vida lhe envie valores de fontes inesperadas.
Apesar de acharmos que não temos tudo o que gostaríamos, muitas coisas já demonstram que percebemos, de alguma maneira, o alinhamento com o que somos. Alguns exemplos dessa concretização vibracional são nossa moradia, roupa ou mesmo nossa respiração que, durante toda a vida do corpo, flui livremente nem nos preocupamos com isso. A gratidão é uma maneira poderosa de dizer que estamos gostando de vibrar no bem até agora e queremos continuar nessa vibração.
Segundo o Dr Deepak Chopra, médico indiano que é formado em medicina ocidental e oriental, se não julgássemos nada nem ninguém, já teríamos a conexão divina percebida com extrema facilidade. Durante o dia quando escolhemos dizer que algo está certo ou errado já estamos alimentando aquela vibração em nós e essa é uma atitude da mente. Os julgamentos dividem nossas forças de concretização, pois, por trás desse julgamento, acreditamos que existe alguma coisa errada na nossa vida e no mundo, e esse pensamento se for alimentando com intensidade e persistência, traz mais dessas vibrações para nossa vida, tudo isso somente para vermos como estamos nos tratando. A alma, que é um pedaço de Deus, crê que toda escolha gera uma possibilidade de experimentarmos caminhos e adquirirmos sabedoria com isso.
As formas mais comuns de atitudes criadas pelo julgamento são os sentimentos de culpa, baixa-estima, sentimento de superioridade, ressentimento, medo e vitimismo em suas diferentes formas de manifestação.
Outra forma de eliminar resistências é usar a arrumação da casa para arrumar também sua casa mental. Quando você faz coisas do dia-a-dia, pode meditar em usar o mesmo verbo para limpar o que já não lhe serve e criar assim espaço para facilmente fluírem novas vibrações.
Observar-se sem julgamentos faz com que você perceba quais as vibrações que tem alimentando com extrema facilidade. Lembre-se que julgar é dividir a força do bem em sua vida.
Você aceita a prosperidade que a vida lhe dá? Observe-se recebendo um presente seja ele qual for, mesmo que seja somente um elogio. Cada vez que dizemos ou pensamos em algumas expressões repetidas vezes, sempre estamos vibrando de forma persistente e disponibilizando energia para atração de qualquer circunstância.
Então viva o agora com a intenção de se sentir bem principalmente com você, pois o que somos é Deus em movimento, e viver é uma questão de exercício para afloração de potenciais a disposição a cada momento, com a natureza ao nosso redor nos mostrando essa abundância divina em cada momento.
AUTORES RECOMENDADOS
CATHERINE PONDER, DEEPAK CHOPRA, ECKHARD TOLLE, LOUISE HAY, LUIZ ANTONIO GASPARETTO, NEAL DONALD WALSH, SANDRA INGERMAN.
FILMES RECOMENDADOS
A RODA DA FORTUNA, AS 7 LEIS ESPIRITUAIS DO SUCESSO, CONVERSANDO COM DEUS, VOCÊ PODE CURAR SUA VIDA, O SEGREDO, PODER ALÉM DA VIDA, QUEM SOMOS NÓS.

2 comentários:

  1. Grande garota, estou com você. Parabéns pelo BLOG.

    ResponderExcluir
  2. grata Leo pelo carinho da visita e da postagem, abraços de luz para vc e todos q vc ama e qdo vier para esses lados me avisa q terei um enorme prazer em te rever

    ResponderExcluir