PARA VIDEOCURSO SOBRE FINANÇAS GRÁTIS CLIQUE AQUI

PARA VIDEOCURSO SOBRE FINANÇAS GRÁTIS CLIQUE AQUI
PARA VIDEOCURSO SOBRE FINANÇAS GRÁTIS CLICA NO CARTÃO ACIMA

domingo, 10 de junho de 2018

Os poderes da mente



Olá rica semana a todos!
Já fiz uma live sobre a mente e a importância de reconhecer sua real função e missão
Mas preciso falar mais sobre o assunto, pois vejo que as pessoas continuam se deixando levar pelas interferências da mente em se manter exatamente onde está: na manutenção das programações antigas e confirmações das mesmas.
Seguem alguns poderes não tão poderosos da mente:
1)      A mente só cria imagens as quais foi programada preveamente para construir, como se a mente precisasse de softwares para ir além, que é o caso do computador;
2)      A mente se detem nos detalhes para não ir além da sua programação, e esse é um truque muito poderoso da mente para não sair de onde está e entrar em zonas desconhecidas que sempre lhe parecerão perigosas por isso. Quem desconhece esse poder da mente, acaba sendo seu prisioneiro de viagens intermináveis mentais sem nenhuma ação;
3)      A mente tem limitações e por isso nem sabe o que significa do campo de infinitas possibilidades, onde tudo se cria, se transforma e se multiplica, e por mais que busque explicações , vai continuar na programação original até que se reprograme com técnicas bem específicas;
4)      A mente busca confirmações e explicações e assim gasta sua energia diária no óbvio, e o novo não está no comum e já conhecido.
5)      A mente está sempre julgando, para evitar perigos, falas alheias de exposição inapropriada, para manter os níveis de segurança, tudo que o cérebro primitivo tem costume de fazer: enchergar tudo como conflito e reagir com bater ( ir para a guerra armado) ou fugir do combate para se preservar. Gara assim mil diálogos mentais e quando encontra os que podem ser os geradores de seus temores mais profundos, já tem respostas agressivas prontas para a confronto tão esperado.
6)      A mente trabalha movido por traumas e essa é a primeira programação a ser refeita
7)      A mente é uma máquina  que não conhece a diferença entre realidade e a imaginação e o centro e a gestão da mesma está em nossas mãos

O que fazer para deixar de ser controlado pela mente e retomar as rédias da sua vida de experimentação, revisão, ajuste, e avanço nas experimentações pessoais?
1)      Então preste atenção se anda delirando muito e tendo pouca ação,
2)       crie seu instrumento de apreciação e de evolução. Quando faço EFT e atendo minhas clientes recomendo que anotem suas evoluções como estão no antes e depois das sequências dessa técnica, pois a mente esquece onde estava quando o evento é gerido e digerido pelo corpo
3)      Um dos instrumento de mudança de programação mental que uso é fazer perguntas de poder no meio das crises ou pelo menos uma vez por dia. Como por exemplo: o que está no meu alcance para eu fazer agora para ter novos resultados ? E esteja aberto para qualquer resposta sem julgamentos, aplique essas respostas e peça mais detalhes se não conseguir entender o que realmente precisa fazer para novos resultados
4)      Usar visualizações conscientes do que deseja gerar de vibração com a certeza de que já vibra  como fato atingido.
EFT para se abrir para as respostas que virão
Mesmo que eu tenha uma mente programa para agir assim para me preservar, eu escolho tomar as rédias da minha existência me permitindo ouvir minha voz maior, a que realmente mantém esse corpo funcionando
Essa mente programada que tenho
Percebo isso agora
Ela está sob o jugo das programações anteriores
Que eu escolho alterar conscientemente
Eu me permito isso
E evoco essa realidade expansível na minha vida
Como seria depois de transformada minha vida
Como eu me sentiria
Como eu vibraria em felicidade
Pelo simples poder de ser o que sou
Um ser sempre em expansão

live com o assunto segue abaixo bom proveito

Que relação você tem com seu trabalho?




Sempre pergunto para meus clientes se gostam do que fazem, quando vem para fazer um mentoria individual comigo.
A maioria não trabalha no que gosta e vive a terça parte de suas vidas em estado de opressão e descontentamento com seu trabalho.
E quanto mais emite que não gosta do trabalho, mas é isso que vem do universo...
Tripalium do latim foi a palavra que deu origem ao que usamos hoje como trabalho que significa castigo, mas não precisa ter ouvido o conceito para saber de alguma forma que o trabalho parece sacrifício para a maioria.
Quando você viu, ouviu ou sentiu o desconforto no trabalho na sua vida como início da alimentação dessa teoria?
Não estamos aqui procurando culpados e sim maneiras de quebrar ciclos desagradáveis e antinaturais de prosperidade.
Normalmente é na faixa etária entre 6 e 9 anos, onde nossos familiares falam sobre trabalho e as relações com dinheiro e seus chefes.
Muitas são as desventuras que se presencia, na época infantil, dos pais tendo dificuldades com seus empregos, colegas, sócios  ou chefes, vendo seus sofrimentos e sacrifícios, onde a criança percebe as falas familiares e os eventos mas não tem poder de ação ou mudança dos fatos que se apresentam e pelo decreto negativo de lealdade a tribo, começa a pensar igual, sem perceber que quando se trabalha, se está usando as feramentas pessoais para cocriar com o universo todo o tempo, e que essa é uma das principais missões de vida de cada um e o milagre da vida acontecendo e se materializando com tais atitudes.
E já presenciei muitos filhos decidindo não serem bem sucedidos pois o trabalho era associado a algum nível de sacrifício, decretando assim que era melhor não trabalhar a ter que passar por tais desventuras, como que os infortúneos e desgostos fossem algo certo no mundo do trabalho , sendo que se as pessoas tivessem menos espectativas, menos idéias préconcebidas do que é um bom chefe, um bom funcionário, um sócio ideal, faria com que as coisas fossem menos sofridas para todas as partes envolvidas e se vibraria menos na vitimação, pois cada um está tendo o que emite.
Para saber se existe esse decreto de se manter distante de muito trabalho ou de boas oportunidades ligadas a possibilidade de exercitarmos nossos dons ganhando dinheiro, que é o que todo mundo faz, para não sofrer ou se sacrificar, é importante perceber momentos de sacrifícios dos pais e como eles falavam a respeito do trabalho que tinha quando éramos crianças com as cenas respectivas.
Visualize sua família, pai ou mãe  em momentos difícieis em seus trabalhos, projetada  em uma tela de cinema e seus amigos assistindo e como eles se mostram chocados ou tristes com essa sua história de desventuras no trabalho.
Faça EFT com essas respostas
Essa cena de cinema que mostra as relações com o trabalho de meus pais
Meus amigos vem essas cenas e ficam desconfortáveis,
 vejo tristeza em suas face,
não consigo ver nenhum rosto alegre ou indiferente com o que aconteceu com eles
Meus parentes em sofrimento e a dor na fisionomia dos meus amigos
Esse passado de relação com o trabalho muito difícil de digerir
Esse passado infeliz no trabalho da minha família e meu amigos vendo e sofrendo
Talvez exista uma parte de mim que queira prosperar
Mas também com esses registros tristes sobre o trabalho
Fica difícil querer ter mais trabalho
Não sei se vai ser o caso todo igual
Já que essas imagens ainda estão ai de sofrimento e desventuras
Reclamações nunca ouvidas
Problemas nunca solucionados
E tudo isso nessa tela de cinema torturando e massacrando quem vê
Eu fico imaginando se seria possível eu perceber que trabalhar é só uma forma de me expressar
E deixar fluir o meu melhor pelo mundo
Fazer algo que gosto é possível,
mesmo que eu ainda não consiga viver disso
Eu deixo ruir o decreto negativo que trabalhar é sinônimo de sacrifício e castigo,
para poder acessar boas oportunidades,
 parando de repelir possibilidades para não atrair problemas ou desventuras
Meus pais gostariam de me ver prosperando
 e para ser grata a eles eu me permito seguir colocando amor no que faço,
pois sei que são meus dons únicos que estão em ação todo o tempo
e isso é uma das minhas principais missões de vida
 e eu aceito prosperar
apesar da forma com que meus pais pensavam
 e se relacionavam com o trabalho que tinha na minha infância.
Segue uma transmissão ao vivo para lhe dar mais detalhes


Não sabe o que gosta de fazer, vai precisar tentar para saber...

Para que servem nossos erros?



Ninguém vive sem errar, até quando estava escrevendo sobre o assunto, eu digitava teclas erradas, ou não as pressionava na intensidade adequada, fazendo com que faltassem letras também.
Ninguém gosta do erro, da perda de tempo, da repetição do erro, das consequências do erro que não só envolvem a si como gera consequências em outros, mas fica então remoendo, se cobrando, se arrependendo e se culpando, todas atitudes que levam a autopunição deliberada, num ciclo sem fim de falta de progresso e ranger de dentes.
E alguns até se perguntam o porque de tudo que lhe acontece na vida se estão tentando fazer o melhor por si e por outros, mas se esquecem que o julgamento de atitudes consideradas inadequadas leva a falas mentais depreciativas e autossabotagem pelos erros cometidos, tudo isso mantido pela energia pessoal.
Então por que erramos?
Cada um está em uma etapa diferente, então não existe um manual de instruções único para tudo e passos pré-programados a seguir, isso só na visão da mente e a mesma é só ativada por programações as quais a maioria são limitantes, obsoletas e/ou destrutivas.
Erros vão acontecer com certeza, mas com os mesmos podemos apreciar o que nos levou aos resultados, sem precisar ficar preso nos eventos falhos e sim a famosa expressão: aprenda com seus erros e veja novas maneiras de acertar na próxima...
Ou então Tomas Edson teria sido o maior dos burros porque tentou acenter a lâmpada por 99 vezes e só conseguiu na centesima vez...
E por essa perspectiva não existe erro, o que existe é caminho e basta que cada um repense seus conceitos e se permita tentar diferente,  para entrar em um novo patamar de realização.
Uma pergunta de poder que pode vir nessa hora é: o que posso aprender com isso?
Uma outra pergunta de poder é: o que posso fazer agora que está ao meu alcance para ter um resultado diferente que seja bom para mim e todos os envolvidos?
Na EFT nunca se ingora em que ponto se está, sempre partindo de uma seção lavação de roupa suja, dizendo que deveria ter hagido diferente, que deveria ter visto antes no que ia dar, como era para ter agido, até a fisionomia do acusador, condenador, se acalmar e depois é imporante usar as perguntas de poder para que venham respostas simples e aplicáveis e principalmente nítidas em seus passos e etapas para chegar em uma mudança de atitude real.
Deixando sair tudo que lhe incomoda no que diz o acusador/condenador, abre espaço para parar a autossabotagem de se manter engessado nos eventos anteriores, bem como da falta de visão de novas possibilidades de realização.
EFT para voltar a ação
Eu olho meu condenador interno agora
Muito cruel
Ele me cobra de velhos erros
Que não tenho como voltar no tempo e modificar meu passado
E de alguma maneira concordo com ele pois não fiz o meu melhor
Quando olho para trás
Não fiz o que sei hoje
Mas naquela época não sabia
Não tinha a experiência atual
Não era conhecedora do que sei agora
Eu sei que tenho esse juiz interno impiedoso
Mas também sei que alguma coisa ele sabe que eu não sei
Cansada de ser cobrada,
mas me permiti até agora porque parte de mim concordar com ele
talvez esteja tentando me alertar de possíveis novos fracassos
talvez seja meio forte sua cobrança
mas agora entendo que preciso me abrir para o novo
e não só ficar tentando fugir da autocondenação
o juiz é muito intenso
eu detesto isso
mas pode ser que tenha alguma mensagem para mim
de como não errar tão gravemente assim
eu aceito seus conselhos
me aliando a esse juiz tão impiedoso
mesmo com sua maneira grosseira de ser
para entender melhor suas mensagens
eu sei que errei , isso não posso negar
mas viver assim não muda nada
eu escolho me abrir para o melhor que esse condenador tem a me dizer
mesmo pegando muito pesado comigo
eu reinvindico meu direito de perceber as mensagens escondidas nos meus erros
e que essas mensagens podem vir por diferentes fontes
inclusive de quem mais fujo que é esse condenador.

Veja o replay da transmissão ao vivo onde explico mais a respeito


terça-feira, 29 de maio de 2018

Apego aos resultados e seu ponto de atração



O que você faz é  somente pelo resultado ou algo mais?
Todo mundo tem objetivos na vida, alguns a curto prazo, outros a médio e até a longo prazo, quando você realmente gosta de se organizar com antecedência.
Um objetivo a longo prazo é quando se inscreve uma criança de 3 anos no maternal, pois terá todo o ensino fundamental para cumprir,depois o ensino médio só ai escolher uma profissão para uma faculdade, e hoje em dia tem a pós graduação para fazer ainda, pois o mercado está bem concorrido para graduados e  pós graduados.
A médio prazo é um curso técnico para quem já tem ensino médio, feito em 2 anos
Curto prazo tem duração inferior a um ano, como cursos rápidos.
E se você falhar no caminho? E se seu interesse profissional mudar nesse meio tempo?
Você está planejando uma dieta para mudança de hábitos alimentares através de uma reeducação alimentar e ainda perder peso. E se você desistir? Se pular o cardápio? Se os amigos convidarem pra festas semanais? E quando vierem as festas de final de ano onde se come muito e descontroladamente?o que vai ser dos meus objetivos e seus resultados?
E a pergunta é: você está curtindo a jornada ou está com todas as fichas empatadas em ser feliz somente se chegar no resultado esperado?
Será que você não está apegado ao foco errado?
Claro que se a pessoa quer ter um resultado ela precisa fazer seu melhor , com o tempo e ferramentas que tem, mas o resultado é o único montivo da vida, ou tem algo mais?
Como está seu olhar para o trajeto, o caminho percorrido,o encantamento pela jornada ,o foco no sucesso dos desafios menores atingidos?ou tá apegado ao resultado?
Tão apegado que não deixa o resultado se criar. Por exemplo planta a semente e cava todo dia para saber quando vai vir o primeiro broto...
Já houveram tantos outros momentos de êxitos anteriores e não percebe que o universo supre sempre, com ideias, amigos, conhecimento, métodos e muito mais?
O apego em um objetivo sem fazer sua parte para tal, dedicando sua energia no dia a dia para o desenvolvimento das etapas, cria um bloqueio a realização que é ligado a
dúvida da concretização,
duvida da sua potencialidade e da capacidade pessoal
ao trauma dos fracassos anteriores
e as crenças criadas por “ fatos” anteriores
 e justificadas para se manter como está: focado em um futuro inexistente sem executar para que ocorra , fazendo a sua parte na própria história pessoal.
E será que existe realmente fracasso, ou é só mais um caminho?
Muitos confundem desapego com indiferença e não são sinônimos!
Também não dá para se fazer de indiferente ao objetivo, pois a indiferença é sinônimo que não se importa em fazer o necessário para a cada dia construir uma parte do resultado total.
 Pois um escada se constroi um degrau por vez, e se sobe também passo a passo
Claro que se quer  mais resultados, mas o apego ao mesmo, obstrui o fluxo natural de energia das coisas e ações
Como mudar o hábito do apego aos resultados?
·         Pergunte-se se está fazendo agora o que está ao seu alcance para atingir o resultado
·         Aprecie-se executando partes da tarefa diariamente e 
·         dedique algum tempo para se perceber atingindo os objetivos do dia ou  os resultados intermediários  também. Cria a percepção de que as coisas estão evoluindo.  Criei uma ferramenta de autoaplicação que compartilhei com o grupo da mentoria próspera do whats. A mente foca no que não tem, mas nunca percebe o que está realizando agora.
·         Aprecie o que fez ao longo do dia ou da semana para ajustar as atitudes e se perceba aplicando as novas combinações
·         A história do frodo bolseiro próximo ao maior desafio de sua vida do alto de uma montanha: destruir o  um anel  entre orks, o olho que tudo vê e depois o calor das lavas vulcânicas que derreteriam o anel maligno. Sam diz vamos primeiro descer a montanha...
Sequência de EFT
Olhe para um objetivo estipulado por si e dê uma nota de 1 a  10 para o medo de não atingí-lo
Mesmo que eu tenha medo de não atingir meu objetivo por váridas razões eu me aceito mesmo com esse medo
Mesmo que esse medo de não ser bem sucedido esteja me torturando, eu me aceito profunda e completamente
Mesmo que eu esteja com medo de não atingir o objetivo estipulado, eu escolho apreciar os resultados intermediários como parte do sucesso e vibrar com isso
Ainda não atingi o objetivo
Difícil isso
Não me sinto confortável não sendo bem sucedido nessa área
Só me sinto feliz se atingir o resultado
O resultado é só o que me importa
Eu preciso desse resultado para me sentir realizado e integral
Não me serve outro resultado
Não tem outro resultado
Mas eu fico imaginando se seria possível eu me perceber evoluindo aprendendo e me exercitando com meus erros e acertos
Onde tento, ajusto, tento de novo, me adapto e dou vazão a meus dons
Começo apreciando minhas pequenas vitórias
Minhas capacidades em movimento a cada dia
O que reforma que o resultado já veio, dia após dia
Em cada evento em cada atitude em cada repensar em cada prática diária
Eu me permito apreciar me superando e replanejando meu viver
E me sentindo nessa jornada sem fim de ampliação de minhas capacidades
De minhas potencialidades puras em ação a cada momento consciente que tenho de mim e minhas ações e emanações
Para meu mais alto bem e de todos que me rodeiam

Veja o replay da live que fala sobre e isso e mostra muitos detalhes sobre o assunto indispensáveis e no final  do vídeo é que está a "cereja do bolo"




domingo, 20 de maio de 2018

Como deixar ir a ideia fixa prejudicial


O que é uma ideia fixa?

 1-      Quando não sai de um pensamento- quando ve está pensando novamente no assunto ou algum aspecto do mesmo
  2-      Todo seu foco está nisso- em alguns casos parecemos que estamos discutindo com o assunto ou apessoa que gerou o tema, e ficamos até criando estratégias para resolver a questão sem perceber que isso está tomando todo nosso tempo e energia
3-      É mais forte que você- por mais que tente mudar a ideia  ela volta, reaparece, e vem mais forte porque estamos lutando contra ela
4-      Retorna nos momentos de relax- indicando que precisa ser resolvido, retomado  e pegar sua mensagem
5-      É prejudicial quando gera um desconforto físico ou emocional ou tem imagens sobre o assunto desagradável.

Qual o problema de ter uma idéia fixa?

1-      Você tem outras coisas para fazer além daquele desconforto e não está fazendo
2-      Só está na ideia fixa e não na mensagem da mesma
3-      Sua emissão para o universo  e o retorno do mesmo estão regidos pelos desconfortos gerados  ( medo, inseguranças, angústia, ressentimentos, mágoas, raiva, ansiedade, aflição) e conclusões que chegamos com esses desconfortos (fracasso, impotência, solidão, não é para mim o resultado ou a mudança)
4-      Ideia fixa desconfortável é o oposto de estar aberto para o melhor , pois na ideia fixa não tem coerência com novidades e acesso a insights

Sequência de EFT
Ponto de caratê - Essa ideia fixa que não me solta

Nos outros pontos -Essa poluição mental que não me deixa, que me tortura, que não consigo me livrar dela
Todo o dia ela volta, acordo pensando, durmo pensando
E os desconfortos em mim e no meu corpo se acumulando
Eu luto contra ela e ela não me larga
E vivo assim torturado
Eu brigo para ela ir embora mas ela volta
De onde vem toda sua força
Começo a percebem que vem de mim e da luta contra ela
E como tudo isso tem se sinalizado como desconforto e resultado
Fico imaginando se seria possível no lugar da luta eu perceber sua mensagem
Será que é um alerta para diminuir meu sofrimento
Será que há algo mais para ser dito que não captei, só lutei contra
E se eu me dispor para ouvir completamente sua mensagem
Se eu me permitir ser sua confidente
E se eu me abrir para  aprender com essa ideia fixa
O que preciso fazer para evitar novos desconfortos e exposições desnecessárias
Perceber meus pontos fracos e montar uma estratégia e assim usar a idéia fixa ao meu favor e de todos que me rodeiam
Meu melhor imprime o melhor na vida  e na vibração do planeta e  por isso eu me permito ser essa semente do melhor, saindo desse ciclo de repulsa e resistência para o ciclo do diálogo e da estratégia  produtiva na vida.
mais detalhes no vídeo



Dinheiro tóxico, detecte e transforme com esse texto e vídeo



Já emprestou dinheiro para alguém que nunca te devolveu, ou se te devolveu foi com muita dificuldade ou demorou muito para o dinheiro voltar?processos judiciais difíceis? Questões financeiras no trabalho que nunca foram resolvidas?  Saiba que isso deixa um trauma na sua malha energética e uma série de consequências vem e por isso vou listar hoje alguns delas.
Quando temos um trauma com questões financeiras pessoais?
A)     Quando falamos do assunto tem uma imagem
B)      Tem um desconforto físico
C)      Tem um desconforto emocional
D)     Fixam-se crenças limitantes sobre si, dinheiro
E)      Geram-se decretos negativos- energia pessoal aglutinada para  evitar novos traumas, não tem filtros bloqueia toda a coisa que se parece semelhante
1-      se é para ter dificuldade em receber é melhor não ter- decreto negativo de pobreza/se manter quebrado
2-      eu era para ter visto que ia dar no que deu- decreto negativo de perfeição onde a pessoa se exige mais do que poderia ter feito e se pune por isso
3-      eu nunca mais vou ser inocente assim com dinheiro- na inocência está a criatividade, a abertura para o acesso ao novo, o entusiasmo de viver e a energia livre de vida e fluxo que circula com isso
4-      eu vou me manter falido até que a pessoa se redima-decreto negativo de prosperidade vinculada
vamos testar uma delas com EFT
uma questão financeira difícil de resolver que você já viveu
como é a imagem?
que emoções desconfortáveis vem?
o que você conclui sobre si mesmo e o evento?
O que você gostaria de dizer hoje para essa pessoa sobre o assunto? Gratidão pela experiência e aprendizagem?
Vamos fazer EFT para as respostas mais comuns sobre essa imagem nos meus atendimentos e para minha autoaplicação no vídeo que segue, e vai explicações detalhadas sobre o que comentei na postagem de hoje.

sábado, 12 de maio de 2018

Em homenagem ao dia das mães, mais EFT



O dia das mãe é o segundo dia mais comercial do ano no Brasil ,mesmo assim que bacana, o dia das mães está chegando , e elas merecem a homenagem, pois fizeram o que puderam por nós, dentro do que nos permitimos também.
E ficamos  9 meses dentro de uma pessoa sendo gerados e sentindo tudo o que sentem, as mães merecem os parabéns por se permitirem carregar uma outra pessoa em seu estômago e por isso muitos se sentem no decreto negativo de gratidão e acabam ou copiando tudo o que faziam ou repelindo o que não querem repetir e assim tendo uma vida de espelho retrovisor de carro.
Me lembro do primeiro barquinho, do primeiro chapeu de jornal, mas tem caracterísiticas que por gratidão podemos optar por deixar ir pois já não nos servem mais e quem nos ama nos quer ver crescendo e expandindo na vida, com novas atitudes e resultados.
Uma das características muito copiadas pelos filhos e filhas é o drama. Quando alguém me fala sobre drama mexicano, eu me lembro que não existem mais dramáticos que os indianos, pois já vi muitas novelas locais quando fico por lá e eles tem uma expressão quando as pessoas são muito dramáticas: drama queen ( rainha do drama).
Para testar se está usando alguma característica maternal ou paternal que já não lhe serve mais, tem um teste bem simples que é se se sente confortável ou desconfortável com uma atitude. Se está confortável está tudo bem, mas se está desconfortável está na hora de mudar a atitude, ponto de vista ou mentalidade.
Sequência de  EFT para sair do vício do drama 
Mesmo que minha mãe era dramática e eu deteste isso, eu reconheço que mesmo evitando o que to fazendo é copiar
Mesmo olhando para trás eu me relembre dos momentos dramáticos familiares em que o drama foi maior que realmente necessitava, eu escolho aceitar que o nível de drama pode ficar de lado
Mesmo que o drama é normal na minha família, eu não vou deixar de ser amada se eu não copiar essa condição
Minha família é do drama
Eu me recuso a aceitar
Sei que o drama não é do bem
Não me faz crescer
Só me faz vibrar na martir e na vítima
Eu detesto isso
Mas muitas vezes me pego como vítima ou martir
Quero ser diferente mas as vezes é difícil
Muitas vezes nem consigo perceber o drama
E depois vem o arrependimento
Uma vida repetindo padroes que não me servem mais
Talvez por amor ou rejeição
Talvez por gratidão ou aversão
Eu me permito soltar atitudes dramáticas que não me servem mais
Posso demonstrar minha gratidão através da liberação do que não me serve mais
Ficando somente com o que é  bom para mim
Experimentando o melhor para meu momento
E seguir é meu direito natural
E quem me ama vai me apoiar e ficar feliz com meu progresso
Demonstrar gratidão pode ser uma atitude de progressão
e não manutenção de atitudes e hábitos que já não me servem mais

Nesse replay de live falo além do dia das mães, do efeito da "vida de espelho retrovisor", você precisa saber se não sofre desse mal